terça-feira, 2 de setembro de 2014

Reportagem do Bom Dia Brasil 01/09/2014


Ola Pessoal,

Eu nao sumi e continuo sempre ajudando as pessoas que vem ate mim, pelo meu email e em meu grupo no facebook, onde posso dar total suporte aqueles que acreditam na dieta e que adquiriram o hcg comigo. 
Hoje ao acordar recebi um email de uma amiga participando,  que as imagens do meu blog haviam sido mostradas na tv em uma reportagem tendenciosa e sem estudos especificos sobre o hcg . Apareceu no Bom Dia Brasil e poderão encontrar a reportagem na net .
No decorrer do dia me deparei com este estudo maravilhoso do Dr Sorrentino sobre o hcg e a reportagem, pois o mesmo foi vitima deste possivel reporte sensacionalista investigativo. 
Pedi a gentileza no facebook do Dr Sorrentino para dividir o seu estudo sobre o hcg aqui em meu blog e desta maneira, segue abaixo ...
Estejam em Paz, dividam a Paz, porque somente assim o bem vem ate nos.
Adriana

... Seguem as palavras de um grande medico. 

E quando um jornalista e uma rede de televisão priorizam o sensacionalismo, a notícia fantasiosa, as associações infundadas, as edições tendenciosas?

Me entristece muito ver o quanto é literalmente "podre" e pobre a índole de certas pessoas, mas mesmo assim não desejo mal direto às mesmas, pois sei que a vida mesmo se encarrega de devolver toda energia negativa despendida por estes.

Talvez eu nunca compreenda o porque de ao invés de pesquisar sobre todos os benefícios que um grupo de pessoas está causando a milhares de indivíduos, ao invés de colocarem a mão na consciência para ponderar a respeito de como se pode ajudar o próximo, existem pessoas que procuram simplesmente saber como realizar qualquer tipo de trabalho que chame a atenção dos outros, custe o que custar.

Fui obrigado a escrever um artigo explicando todas as questões fundamentais sobre emagrecimento, colocando os "pingos nos is", pois o Sr. Jornalista da RBS TV de Porto Alegre Fábio Almeida (intitulado Jornalista investigativo), realizou uma matéria que serve como excelente desserviço à população Brasileira.

Aconselho que todos leiam o artigo completo no meu Blog, o qual colocarei o link ao final destas breves passagens, trechos do artigo:

... " Xenical, Vinonabam, Sibutramina, Femproporex, Vyctoza, todos propostos como milagrosos, mas e aí? O mais engraçado é que se nos próximos anos, lançarem mais 50 medicamentos prometendo a cura da obesidade, as pessoas vão “no piloto” automático tentar todas as possibilidades de milagres!

O problema não é fazer a pessoa perder peso. A questão é entender que esse indivíduo perdeu peso e não foi compreendida a causa pela que realmente levou este mesmo a obesidade, ele recidivará.

As estatísticas estão disponíveis para que não precisemos discutir acerca de imaginação ou os famosos “eu acho”, “ouvi dizer” ou “aprendi com um professor”, inadmissível na área da saúde, mas que ainda impera:

-Tratamentos para emagrecer: 94% das pessoas que são tratadas para emagrecer, voltam a engordar

-Cirurgia da Obesidade (redução de estômago): 96% das pessoas que soram submetidas, voltam a engordar dentro de um período de 10 anos! São 9 de cada 10 pessoas que voltam a engordar neste período!

Portanto o fato é que não está funcionando a forma de tratamento que a medicina convencional está escolhendo para tratar esta epidemia que mata bilhões de pessoas diariamente. É claro e evidente que estamos tentando de forma equivocada, ou será que precisamos de mais números?

E para que a história não fique aqui colocada como simples problema de composição corporal e estética, é fundamental que vocês compreendam que esta concentração de adipócitos brancos produtores de mais de 35 adipocitocinas (substâncias altamente inflamatórias) causa disfunção endotelial, ou seja, alteração dentro dos vasos sanguíneos e estes indivíduos têm risco sério de saúde. Sabemos que em 54% dos casos, a primeira manifestação clínica que esta pessoa apresentará, será a MORTE SÚBITA."

..."Neste momento, quero que vocês aprendam sobre um conceito médico. As drogas são desenvolvidas geralmente objetivando especificamente a terapia de um ponto específico. Sendo assim, os estudos que comprovam sua eficácia e segurança são publicados e devem ser aceitos. Acontece que muitas vezes, ao longo do uso de tais medicações, profissionais de saúde passam a observar que ela também provoca efeitos ruins ou bons, em outros pontos, passando a receita-los também para um fim que não aquele para o qual a droga foi desenvolvida. A isto, chamamos de uso “Off label”. Esta prática é extremamente comum, basta lhes dar alguns exemplos dos quais não concordo com todos, entretanto são utilizados de rotina nos consultórios médicos:

- Anti-tabágico como Bupropiona utilizada para emagrecimento
- Droga para tratamento da Diabetes Liraglutida (Victoza) utilizada para emagrecimento
- Antidiabético Metformina utilizada para emagrecimento
- Droga para dependência de álcool Naltrexona, utilizada para emagrecimento
- Diurético poupador de potássio (ou seja, que quando não utilizam sob rígidos critérios te potencial de causar sérios desequilíbrios de minerais e levar inclusive ao infarto, Espironolactona para acne e hiperandrogenismo
- Diuréticos como Hidroclorotiazida utilizados para emagrecimento (uso absurdo, pois quem quer emagrecer as custas de desidratação???).
- Anticoncepcionais utilizados para tratar acne (ao invés de buscar a causa do aparecimento e resolver a base do problema geralmente alimentar)
- Drogas para redução de colesterol Estatinas (repletas de efeitos colaterais que vão desde problemas musculares, até inibição da produção de hormônios) utilizada como anti-inflamatório

E por aí conseguiríamos montar uma verdadeira bíblia pontuando tais tipos de usos “Off label”. É, acho que agora muitos de vocês, se não a maioria absoluta, deve ter se identificado com alguma destas medicações e propósitos de uso, não é mesmo?

Mas na realidade, a própria ANVISA tem portaria que regulamenta e aprova o uso “Off label” , desde que o médico julgue benéfico avaliando custo-benefício, riscose potenciais efeitos benéficos, ou seja, a prática não é proibida. Para acessar o texto da ANVISA acesse o Blog!

Acima ainda da ANVISA e de qualquer conselho médico, existe ainda a Declaração de Helsinki onde um dos pontos contextualiza:

“O médico deve ter a liberdade, no tratamento de um paciente, de usar uma nova providência diagnóstica ou terapêutica se em seu julgamento isso oferecer esperança de salvar vida, restabelecer saúde ou aliviar sofrimento.” (Declaração de Helsinki da OMS – Organização Mundial de Saúde – junho/1964 –Tokyo/2004)"

..."Então vamos às desinformações que pessoas (inclusive profissionais de saúde) literalmente “vomitam” aos quarto ventos e com isso prestam um desserviço a toda uma população carente de boas informações honestas e opções que realmente possam resolver esta problemática tão séria:

“hCG é hormônio, por isso causa câncer!”

Ah, então quer dizer que as mulheres não deveriam ficar grávidas, pois a gravidez é cancerígena, tendo em vista que o hCG se eleva absurdamente ao longo da gestação? E se então uma dosagem mínima de 125 unidades por dia durante 20 a 40 dias provoca câncer, imagine 9 meses com altíssimas dosagens?

E se hormônio causa câncer, será que não estão considerando a composição dos anticoncepcionais? Ora, são remédios de hormônio, então aí pode não é mesmo? Usar também por mais de 20 anos ininterruptamente sem problema nenhum, agora um tratamento por 20 a 40 dias não por ser muito ariscado…

E no caso do ‘Victoza”, ele não é hormonal mas aumenta absurdamente os níveis de insulina da pessoa. E aí?

“hCG é uma enganação, o que funciona é a dieta restritiva!”

Ah sim, então faça o seguinte caro amigo. Procure realizar a exata dieta do tratamento com hCG, porém sem utilizar o hormônio e veja o que acontece! Faça exatamente o que escrevi anteriormente, meça com pregas cutâneas e bioimpedância tetrapolar para ver se consegue perder peso e o que perderá (se gordura ou massa muscular), além de observar parâmetros sanguíneos, bem estar efeitos adversos. Faça tudo isto e depois converse a respeito do que você desconhece!

“hCG é tratamento proibido, ilegal, não é aprovado!”

Pois bem, este tratamento entra no “hall” dos usos OffLabel, tal como todos os que já citei anteriormente. Então quer dizer que utilizar antidepressivo para emagrecer, pílulas anticoncepcionais para melhora de pele e acne, diuréticos para emagrecer , entre outros são usos Off label, mas podem, até porque o corpo conhece muito bem estas drogas que nasceram dentro de nós, ao passo que hCG, hormônio FABRICADO no ser humano não pode?!

hCG é um suplemento aprovado e comercializado na maioria dos países pelo mundo, não é proibido, não está proscrito e quem o utiliza para tratamento da forma correta e séria, adquire legalmente através de farmácias de manipulação que são autorizadas pelos órgãos responsáveis a fraciona-lo.

“O tratamento não funciona!”

Pois é, não funciona, mas as equipes que realizam seguindo todos os critérios importantes conseguem resultados favoráveis por uma sorte divina, um acaso. Aliás, a maior parte dos pacientes que procuram este tratamento (tido como alternativo) já tentaram todos os outros disponíveis sem sucesso e com recidiva, e por fim alcançam resultado de saúde com o tratamento com hCG, mas isto também é promessa milagreira?!

Não, não estou falando que é algo mágico, que funciona para todos, nem mesmo que o tratamento deve ser tratado como panacéia! O que acontece é que ouve-se falar muito justamente daqueles que não conhecem a prática e resultados reais desta opção, este é o ponto chave desta questão.

“O tratamento é arriscado!”

Ora, vamos falar em riscos? Quer algo mais arriscado quanto estar com sobrepeso e fatores de risco eminente de morte cardiovascular (como já comprovei anteriormente)?

E de tão arriscado este medicamento é vendido livremente através de sites americanos, farmácias e até mesmo em supermercados nos Estados Unidos, estranho não é mesmo?

Quer mais arriscado do que realizar lipoaspirações com finalidade de emagrecer, sem no entanto buscar equilibrar absolutamente NADA da saúde e alimentação da pessoa, se propondo a emagrecer através de uma cirurgia que foi desenvolvida para dar contorno corporal e remover concentrações localizadas que não podem ser resolvidas com bons hábitos de vida?

*Obs.: vocês estão lendo isto de um médico que tem pai cirurgião plástico, que acompanha ele há mais de 17 anos, e que passou por 2 anos de treinamento (especialização) em cirurgia geral e mais 3 anos de treinamento (especialização) em cirurgia plástica.

Bem, mas vocês devem estar se perguntando: Mas se é tão bom, porque a maioria dos médicos desconhece e nem mesmo nos congressos “mais importantes do mundo” que eles participam, se fala sobre isto?

Pense agora na indústria farmacêutica, que além de ganhar bilhões com seus medicamentos desenvolvidos diferentes do copo humano, portanto podendo ser patenteados e ser comercializados e produzidos unicamente pelos inventores. Quantas pessoas tentam uma vida toda e não conseguem emagrecer com estas drogas? (só pra lembrar 96% de quem tenta). Pois bem, este mesmo laboratório, produz uma droga para hipertensão, outra para diabetes, outra para o câncer, outra para o infarto e aí por diante. Sendo a obesidade um fator de risco para todas estas outras doenças, será que vocês não conseguem se dar conta de que é muito mais interessante às indústrias, que as pessoas adoeçam mais?

A linha de raciocínio é extremamente simples e direta, sem ter que ser adepto de teorias da conspiração, mas sendo realista e compreendendo que são regras de mercado atual. Somente não podemos fechar os olhos para isto e continuarmos sendo cúmplices desta manipulação, pois temos inteligência suficiente para entender estas questões!

Sendo assim, obviamente que um tratamento efetivo, que não pode ser patenteado por ser idêntico a algo que já existe na natureza, que tem potencial enorme de resolver um problema e consequentemente gerar mais saúde à população, será combatido com “unhas e dentes”, fará com que laboratórios literalmente vetem a divulgação nos congressos mais importantes, que são TODOS patrocinados por elas mesmas, onde elas têm um representante para ajuda na escolha dos temas e aulas que serão proferidas. Você não acha que eles patrocinarão um congresso com altas quantias de capital, e aceitarão que suas drogas sejam desmerecidas para os congressistas né?

Concluindo caros amigos, me entristece muito saber que um tratamento tão antigo e eficaz, é maldito justamente por quem não tem experiência prática, ceifando a possibilidade de ajuda a milhares de pessoas que sofrem.

Aconselho que acessem os seguintes links:

Reportagem investigativa em duas partes realizada pela Band, denunciando inclusive com filmagens, oque há por trás das brigas de interesses

http://youtu.be/pE9UyooMFHw

http://youtu.be/v-C5t-1BuWI

Nesta matéria da Folha de SP, mais um grande cientista denunciando com provas, as relações entre médicos e indústria farmacêutica, onde laboratórios pagam quantias para que remédios sejam liberados e largamente utilizados sem nem mesmo passar por todas as etapas necessárias de testes em humanos:

http://www1.folha.uol.com.br/fsp/saude/sd2410201001.htm

E para finalizar (mas ainda teria dezenas de outros materiais caso você deseje), uma matéria com um médico ganhador de Prêmio Nobel de Medicina, onde ele denuncia que medicamentos são lançados e outros impedidos de serem utilizados,por serem curativos e resolverem problemas:

http://actualidad.rt.com/actualidad/view/93667-nobel-medicina-enfermedades-farmaceuticas-roberts

Realmente a indústria farmacêutica acaba com a vida de muitas pessoas por interesses financeiros, a ganância humana não tem limites. Infelizmente tudo o que da muito certo incomoda, a felicidade e o resultado de sucesso incomoda aqueles que não podem suportar que alguém seja feliz sem querer com isso lucrar também. Dar certo, ter resultados incomoda. Muito triste!"

Leia o artigo completo e evite comentários com dúvidas ou afirmações desnecessárias, pois todas as informações estão contidas no artigo que escrevi detalhadamente:

http://drvictorsorrentino.com.br/hcgeemagrecimento/

Peço para e convido humildemente vocês que me acompanham e conhecem meu trabalho a compartilhar este artigo, pois sei que estou infelizmente lidando com uma indústria muito poderosa e influente dos medicamentos. Além disto sei que estou dando a cara a tapa, e por isto escrevo com toda a convicção a respeito de uma opção terapêutica a qual utilizei em mim mesmo, meu pai, minhas irmãs e enfim, se tivesse qualquer dúvida a respeito nunca ofereceria justamente àqueles que mais amo, não é mesmo?

Fiquem com Deus e que ele possa abençoar estes indivíduos que infelizmente não compreenderam o sentido de estarmos aqui nesta terra, que é viver praticando o bem ao próximo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário